Qual documentação para abrir um canil devo providenciar? Confira!

6 minutos para ler

O número de pessoas que estão em busca da companhia de um pet — principalmente dos cachorros — não para de crescer. Por isso, investir na criação desses animais pode ser um bom negócio. Mas, você sabe quais são as exigências e as documentações para abrir um canil?

Seguir a regulamentação é muito importante para não enfrentar problemas com os órgãos fiscalizadores de proteção dos animais, não cometer infrações ou mesmo pagar multas por isso.

No post de hoje vamos explicar um pouco melhor sobre o que é necessário fazer antes de começar a criação e venda de filhotes. Se você se interessa por esse mercado, continue a leitura. Vamos lá?

O mercado de canis

Você já deve ter ouvido aquela frase famosa que o cão é o melhor amigo do homem — e isso é verdade! Ter um bichinho em casa é o segredo para ter companhia nos momentos solitários e distração, principalmente para crianças e idosos.

Então, se você curte trabalhar com animais e deseja abrir um negócio no ramo, um canil é uma opção de mercado crescente, lucrativo e de sucesso. Entretanto, é preciso pensar em alguns pontos antes.

A escolha da raça

O primeiro passo para abrir um canil é definir qual raça você criará. 

Analise a clientela 

A maioria das pessoas buscam cachorros de raças específicas, visto suas características marcantes, personalidade e peculiaridades.

Para aquelas que tem um quintal grande em casa e desejam um cão de guarda, as raças maiores costumam ser as mais procuradas. Enquanto isso, famílias com crianças e que vivem em apartamentos tem a preferência por cães menores.

Nesse contexto, é muito importante que você faça uma pesquisa de mercado para identificar o público que deseja atingir: se são de cães grandes ou pequenos, de guarda ou de pastoreio etc.

Se você vai montar um canil próximo das grandes cidades, onde a maioria da população reside em apartamentos, por exemplo, optar pela criação de raças maiores pode não ser uma boa ideia. 

Procure fontes confiáveis

A dica, portanto, é pesquisar bastante e contar com a ajuda de veterinários para saber quais são as raças que mais estão em alta. O mercado de venda de cães segue a lei da oferta e procura, logo, investir nas mais procuradas é sinônimo de retorno garantido. 

Analise os gastos com a raça

Além de conhecer o seu consumidor, outro fator que interfere na escolha da raça são os custos com os cães. Cada raça costuma gerar gastos específicos, por isso, analise bem as características da linhagem para saber se o investimento vale a pena.

Somente após ponderar todos esses fatores é possível decidir pela melhor raça para o canil.

O lugar certo para o canil

Escolhida a raça, a próxima etapa para montar o seu canil é a escolha do espaço adequado. O recomendado é dar preferência para lugares grandes e longe dos bairros residenciais. Por isso, uma boa escolha são sítios e chácaras, onde os animais vão ter espaço para brincar, correr e fazer barulho à vontade.

Para o cuidado dos cães, o ideal é ter casinhas ou caminhas individuais em um local coberto e protegido do frio, calor e chuva. Ademais, cada uma delas devem contar com uma vasilha de água e comida, o que evita disputas e brigas.

Por fim, você deve investir também em um sistema sanitário, maternidade, sala para banho e tosa, sala para o veterinário, além de um local de isolamento para os cães que ficarem doentes.

Os profissionais contratados

Contratar profissionais qualificados para atuar no seu canil e que estarão em contato direto com os cães, garantindo a qualidade de vida deles é fundamental.

O veterinário acompanhará todos os cachorros e certificar que eles estão em boas condições físicas e mentais. Outro funcionário fundamental é o adestrador, que vai trabalhar técnicas de recompensas para educá-los.

Todos os funcionários precisam ter experiência com animais, além de muita paciência, amor e respeito com eles, o que é essencial para que o negócio tenha sucesso. 

Os documentos necessários

Chegamos agora no ponto mais importante: a documentação para abrir um canil. As licenças e documentos exigidos pelo governo e órgãos fiscalizadores são formas de manter a ordem e garantir o bem-estar dos cães em criadouros.

O primeiro passo é abrir um CNPJ, com descrição do ramo de atividade, finalidade e endereço do canil. Em seguida, é preciso obter a liberação do Alvará de Funcionamento na Junta Comercial do Município.

Ademais, você também vai precisar seguir a Resolução n° 2455/2015, que regula a área necessária para cada raça, tipo de cobertura, piso, abrigo para chuva e frio, área de sol e para despejo de dejetos entre outras orientações.

Após realizar a liberação da licença no Centro de Controle de Zoonoses ou na Vigilância Sanitária da cidade, esses órgãos inspecionam pessoalmente o canil para verificar se as condições do local são adequadas.

Ter um veterinário responsável pelo canil é outra exigência. Esse profissional não precisa trabalhar de modo fixo no local, mas deve fazer visitas frequentes para avaliar se os cães estão saudáveis.

Aliás, as inspeções pelo Centro de Controle de Zoonoses ou pela Vigilância Sanitária acontecem periodicamente — tudo para garantir o bom funcionamento do canil e que os cães estão sendo bem tratados.

O mais importante é ter em mente que seguir todas as exigências não devem ser apenas um requisito para obter a licença, mas sim uma forma de garantir as condições adequadas para a criação dos animais.

Por fim, não podemos deixar de citar que ser filiado na Sociedade Brasileira de Cinofilia (SOBRACI) é outro quesito indispensável para os canis. Essa confederação regulamenta a criação de cães de raça no país e é consultada por compradores para garantir o pedigree dos animais. 

O registro de filhotes indica e garante as principais características do cão, as quais são padronizadas conforme a raça. Um cachorro sobraciano tem a sua pureza comprovada e ser um afiliado à Sociedade Brasileira de Cinofilia é sinônimo de aumento da credibilidade do seu negócio.

Agora que você descobriu quais são as principais documentações para abrir um canil, a importância de escolha a raça, do espaço adequado e dos profissionais que vão trabalhar no local, não deixe de seguir as nossas dicas e normas vigentes. Assim, a sua empresa tem tudo para dar certo!

Que tal começar agora mesmo? Entre em contato conosco e transforme os seus animais em sobracianos. Não perca essa chance de valorizar o seu canil!

ContatoPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-