Não perca 5 dicas de ouro sobre gestão financeira para canil

4 minutos para ler

Muitos criadores estão nesse ramo por serem apaixonados por cães e por tudo que o relacionamento com esses animais é capaz de proporcionar. Mas em muitos casos, os criadores não são gestores natos, e acabam tendo muitos problemas para administrar seus negócios.

Com a finalidade que todas as atividades sejam executadas com excelência, é fundamental ter uma boa gestão financeira para canil.

Independentemente do tamanho da empresa ou do propósito da criação — seja para fins militares, terapêuticos, de segurança patrimonial, serviços sociais ou simplesmente perpetuação e aperfeiçoamento de raças, ter o controle sobre os gastos do canil é a chave para manter a saúde financeira e a sustentabilidade do negócio.

Por isso, continue a leitura do artigo e veja as 5 dicas de ouro sobre gestão financeira de canis que preparamos para você! Boa leitura!

1. Defina as prioridades

Pode parecer clichê, mas não é. Ficar atento ao planejamento financeiro é o que mantém qualquer empresa em dia e o que pode salvá-la de crises.

Ao elaborar um planejamento financeiro, o gestor consegue definir as prioridades do canil, estabelecer as metas e, com uma visão ampla do negócio, direciona os maiores investimentos ao que agrega valor e limita despesas em áreas mais improdutivas.

2. Faça análises periódicas

É preciso acompanhar de perto as condições financeiras do canil, para que haja um desenvolvimento sustentável do negócio. O balanço entre o faturamento e os gastos devem ser mantidos equacionados sempre, levantando os custos operacionais, as tributações e os processos entre outros indicadores.

E, para que o negócio prospere, é fundamental analisar o comportamento de todos os constituintes de resultados do canil. Dessa forma, o gestor deve ter acesso aos indicadores de resultados, histórico de receitas e despesas, além de atentar-se ao fluxo de caixa — processo crucial para uma gestão eficaz.

Os relatórios permitem uma avaliação aprofundada e apontam se há necessidade de redução de custos e em quais áreas isso pode ocorrer.

3. Reduza custos desnecessários

Após as análises sobre o balanço financeiro do canil, é possível identificar custos improdutivos, como os desperdícios que geram grandes despesas para a empresa. Dessa maneira, é possível investir em outros setores, como, por exemplo, controlar o estoque de medicamentos, vacinas, rações, vermífugos etc.

Assim é possível eliminar gastos desnecessários e evitar a má qualidade na execução dos processos relativos à criação dos cães. Do contrário, todo o plantel seria comprometido.

4. Reserve parte dos lucros

É interessante que você consiga fazer uma reserva dos lucros do canil para investir em melhorias no negócio, como a capacitação dos colaboradores, aquisição de novos produtos ou equipamentos.

Contudo, é importante que o negócio tenha capital de giro a fim de não haver necessidade de recorrer a empréstimos bancários. Com o tempo, você notará que as melhorias fazem muita diferença frente a concorrência!

5. Automatize os processos

São inúmeras as informações geradas no canil e que devem ser acompanhadas de perto. Para ter uma boa e funcional gestão financeira do canil sem se perder no controle dessas tarefas, é essencial automatizar todos os processos e atividades. Por isso, invista em bons softwares de gestão especializados e faça a monitoração de:

  • agenda de vacinação, vermifugação, banho e tosa;
  • informações sobre cios, ciclos reprodutivos, partos, número de filhotes de cada geração, características das ninhadas;
  • seleção para acasalamentos, previsão de nascimento;
  • cadastro genealógico;
  • prévia do pedigree dos cães;
  • prontuários com os laudos, exames clínicos, resultados, diagnósticos e tratamentos;
  • agenda de eventos e de endereços;
  • cadastro de clientes, fornecedores, colaboradores, outros criadores, clubes e confederações nacionais e internacionais;
  • tabelas de produtos e estoques;
  • hospedagem e cadastro de serviços;
  • controle e fluxo financeiro.

Como você pôde perceber, seja qual for o motivo para a criação de cães, é fundamental fazer o controle de todas as obrigações da atividade. Uma gestão financeira para canil evita perdas consideráveis, impulsiona os negócios e garante melhores resultados e excelência na criação dos animais.

Gostou do nosso conteúdo? Então, siga nosso perfil no Facebook e Instagram e continue acompanhando de perto mais dicas e informações sobre o mundo da criação de cães!

ContatoPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-