Por que investir em um canil, afinal? Descubra as vantagens

Por que Investir em um Canil?
6 minutos para ler

Não é novidade a estreita relação que o homem tem com o cachorro. Essa parceria, que iniciou há 40 mil anos porque beneficiava ambas as espécies, desenrolou uma ligação que moldou a evolução da nossa sociedade. A proximidade que temos com eles é tão profunda e mexe tanto com a nossa própria natureza, que acabam sendo inúmeros os motivos pelos quais investir em um canil.

Ao longo dessa história em comum, o homem foi cruzando linhagens para desenvolver raças com características que satisfizessem fins específicos, como pastoreio, alarme, caça ou, simplesmente, boa companhia. Ainda hoje, a paixão por aprimorar as raças é a força motriz para quem deseja gerenciar um canil.

Contudo, a atividade é bastante trabalhosa e requer uma dedicação verdadeira. Por isso, além de amor pelos animais, é preciso ter espírito empreendedor. Vamos conversar um pouco mais sobre isso?

Por que investir em um canil?

Iniciamos o artigo falando sobre a evolução do Homem e do cachorro, pois ela explica essa intensa paixão que temos por esses animais. Talvez porque eles fazem a ponte para retomarmos a nossa própria ancestralidade, ou talvez porque nos fazem refletir sobre os nossos princípios e laços sociais.

Ter um cachorro de estimação desenvolve capacidades cognitivas, aumenta e estimula o sentimento de empatia, aprimora as noções de responsabilidade, diminui a ocorrência de alergias, reduz o estresse, ameniza a depressão, diminui os riscos de doenças cardiovasculares e facilita a socialização.

“Ninguém pode se queixar da falta de um amigo, podendo ter um cão”, já dizia Marquês de Maricá. Fato é que a procura por essa parceria é grande na nossa sociedade, independentemente do motivo para isso: companhia, guarda, guia, pastoreio, entre tantas outras razões.

Isso é bastante perceptível quando as notícias afirmam que o mercado pet é imune às crises econômicas e resiste faturando milhões todos os anos. A paixão do brasileiro por animais de estimação é tanta, que ocupamos o terceiro lugar no ranking de arrecadação no setor.

Como você deve ter imaginado agora, isso significa que o negócio de criação de cães é rentável — e tudo indica que o mercado em expansão torne a atividade ainda mais favorável. Prova disso é o aumento considerável de estabelecimentos pet friendly em inúmeras cidades do Brasil, que atraem e estimulam a relação e o convívio com os animais.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Por que o lucro não pode ser a principal razão para abrir um canil?

Mesmo achando esses números de faturamento atraentes e sabendo da paixão dos brasileiros por cachorros, o lucro jamais deve ser o principal motivo para investir em um canil. Isso porque criar cães é uma atividade bastante trabalhosa, que exige uma enorme dedicação do criador.

Afinal, estamos falando sobre seres vivos e, portanto, a preocupação com a saúde e o bem-estar — físico e mental — dos cachorros é a diretriz desse tipo de negócio. É preciso cuidar com devoção de cada cão, seguir o calendário de vacinação, oferecer uma dieta de qualidade, prezar pelos exercícios físicos e intelectuais e proceder aos cuidados específicos que o padrão de cada raça exige (banho, tosa, escovação etc.).

Para oferecer o enriquecimento ambiental aos cães — um local em que eles possam gastar suas energias, desenvolver sua inteligência e serem livres para expressar seu comportamento — é preciso investir em uma boa infraestrutura e em produtos de qualidade.

Como você pode imaginar, todas essas demandas envolvem custos, fazendo com que a criação de cães seja uma atividade bastante onerosa. Além disso, o dono do canil precisa realizar todas as tarefas administrativas que envolvem o negócio, como a gestão do estoque, contato com clientes e fornecedores, acompanhamento do calendário de vacinas e dos cruzamentos entre ninhadas, entre muitas outras ações.

Por isso, muito se engana quem pensa que ter um canil é “só procriar os cães” e receber quantias lucrativas com isso. Aliás, a regulamentação do canil previne a atividade criminosa no ramo.

Qual a importância de ter um canil registrado?

Pelo fato de a procura por cães de raça ser alta no país, o número de canis irregulares que executam práticas antiéticas e anti-humanitárias é muito grande. Nesse contexto, a filiação do canil à sociedade cinófila garante a idoneidade do estabelecimento, que preza pelos bons tratos aos animais.

O registro do canil é a demonstração da seriedade do criador, que não conduz cruzamentos indiscriminados, mas que respeita o ciclo de cada fêmea e evita os cruzamentos consanguíneos. A falta de controle sobre a ascendência dos cães e o cruzamento entre gerações próximas ou animais da mesma ninhada leva à má formação e às doenças congênitas. Por isso, fazer o registro do canil e tirar o pedigree dos cães é essencial para dar início à atividade.

Uma vez que o aperfeiçoamento das linhagens — por amor às raças — é a diretriz de todo criador de cães, a associação do canil à entidade é o reconhecimento do tempo e dos estudos dedicados a seus cães.

Somente donos de canis com essas competências são filiados à Sociedade Brasileira de Cinofilia, que trabalha há mais de 20 anos para regulamentar a prática no país e tirar das sombras da clandestinidade os criadores íntegros e proficientes.

Ainda, cabe ressaltar que é fundamental que quem tem a intenção de iniciar a atividade procure uma instituição séria e especializada na emissão de certificados como o Registro Inicial, o Registro de ninhada, Pedigree e transferência de propriedade, além do processo de abertura do canil. Com isso, o aspirante recebe todo o auxílio que necessita e tem a segurança de que a sua própria atividade será reconhecida e devidamente regulamentada.

Diversas são as razões que levam as pessoas a criarem cães. Contudo, ao se perguntar “por que investir em um canil?”, é preciso avaliar a questão e ter consciência da dedicação e da entrega que se faz necessária à prática. O dono de canil que desenvolve sua atividade por amor aos cachorros e a suas raças conduz o seu negócio de maneira que o bem-estar dos animais seja recompensatório e lucrativo.

Tornar-se membro da Sobraci também confere benefícios aos donos de canis, que entram para uma rede de contatos sólidos e são colocados à luz do mundo da criação de cães. Está pensando em começar a atividade? Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-