Você conhece as raças mais caras de cachorro? Confira!

4 minutos para ler

Se você deseja adquirir um cão de raça, certamente terá que desembolsar uma determinada quantia por ele. Esse valor pode variar dependendo de alguns fatores relevantes, por isso vamos falar aqui sobre algumas das raças mais caras de cachorros e os motivos pelos quais eles são mais custosos!

Muitas dessas raças são extremamente encantadoras e se destacam principalmente pela beleza, personalidade e afeto que demonstram pelos donos.

Você deve conhecer algumas raças como Lulu da Pomerânia, Akira, Rottweiler, não é mesmo? Mas será que você já ouviu falar em Pharaoh Hound? Se não, terá a oportunidade de conhecer aqui, neste post!

Confira, então, essas e outras raças caras, mas que exercem um grande fascínio entre os amantes de cães. Boa leitura!

Por que algumas raças de cães são mais caras que outras?

O valor de cada raça canina varia dependendo de alguns fatores. Pode ser desde a raridade da raça em questão, o porte, o canil, a pelagem, bem como questões relacionadas ao pedigree (certificado de registro genealógico de um animal doméstico de raça pura).

Em alguns casos, essa diferença no preço do animal pode ser devido ao tamanho, à pelagem, ao tipo de cruzamento, aos criadores, ou até mesmo às características físicas do animal que o valoriza no mercado.

Exemplo disso são os cães-guia, que como podem apresentar características físico-comportamentais distintas, acabam sendo mais caros e valorizados que outros cães. É o caso do Pastor Alemão, Labrador e do Golden Retriever — raças utilizadas para esse tipo de função.

Quais as raças mais caras de cachorro?

Lulu da Pomerânia (US$ 800 — 2.500)

A raça Lulu da Pomerânia ou spitz alemão, como também é conhecida, é natural do norte da Polônia e da Alemanha. São animais sociáveis que adoram ter contato com crianças e interagir com outros animais.

Como vivem bem em ambientes internos, adaptam-se muito bem a apartamentos. Seu tamanho é um dos atrativos da raça e quanto menor, maior é o seu valor de mercado — logicamente somado a outros fatores, como pedigree.

Akita Inu (US$ 800 — 4.500)

A raça Akita Inu é originária do Japão, mas hoje já existe a variedade americana. Para quem não conhece é só se lembrar do filme “Sempre a Seu Lado” — com Richard Gere. Trata-se de uma raça conhecida por ter um porte vistoso, ser muito fiel e valente.

No entanto, podem ser teimosos e dominantes, havendo muitas vezes a necessidade de adestramento. Em alguns países, como Argentina e Espanha, sua posse é vista como perigosa, em virtude de seu temperamento dominante. A raça japonesa possui preços mais elevados, podendo custar até 4.500 dólares.

Rottweiler (US$ 1.000 — 6.000)

É uma raça bastante valorizada no Brasil, visto que é um excelente cão de guarda, além de ser afetuoso e fiel ao tutor. É muito inteligente e conta com um temperamento moderado. Apesar disso é enérgico e companheiro. No entanto, alguns exemplares necessitam de um processo de socialização para controlar o instinto dominante da raça.

No passado, o Rottweiler era utilizado no pastoreio, hoje é usado como cão de estimação e de guarda, protegendo a casa e a família.

 Pharaoh Hound (US$ 1.200 — 6.500)

São cães considerados exóticos e apesar de se parecerem com antigos cães egípcios, não são originários desse país. Na verdade, a procedência do Pharaoh Hound é um mistério, não se sabe até hoje a sua origem.

Possuem um ótimo temperamento e, ainda, são inteligentes e amigáveis. Contam com uma particularidade interessante — quando se emocionam ficam com as orelhas e focinho rosados. Trata-se de uma raça rara e importada da Malta.

Chow Chow (US$ 1.300 — 2.300)

Originária do Ártico, a raça Chow Chow é bela e exótica. Esse cão é acostumado com o frio extremo e sofre com climas quentes. É famoso por sua língua azul e pela sua pelagem que se assemelha à juba do leão. Trata-se de um cachorro muito inteligente e facilmente adestrável.

Essas são algumas das raças mais caras de cachorros. Existem muitas outras igualmente encantadoras, que requerem cuidados e afeto de seus donos.

Se você achou interessante este post sobre raças de cães, então curta nossa página no Facebook e acompanhe as nossas atualizações sobre o mundo canino!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-